• Peso 3

A nova cartilha de Redação do ENEM 2019



No último dia 10, o Inep liberou a Cartilha de Redação do ENEM 2019. Basicamente, apesar da troca de governo e das indecisões veiculadas em redes sociais relacionadas à elaboração da prova, a cartilha segue os mesmos critérios avaliativos que já apareciam na do ano passado. Para se preparar bem para a prova de Redação, o participante deve se atentar a 5 competências exigidas para elaboração do texto: demonstrar domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa; compreender a proposta de redação e aplicar conceitos interdisciplinares no desenvolvimento do tema; organizar fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista; demonstrar conhecimento de mecanismos linguísticos (como coesão) para a construção da argumentação; e elaborar proposta de intervenção para o problema abordado (respeitando os Direitos Humanos).


Em resumo, para construir um bom texto, o aluno deve primeiramente decidir o que pretende defender. Não adianta começar a escrever sem ter em mente o que vai ser argumentado e, na sequência, resolvido de acordo com a competência 5. A prova exige que o candidato seja capaz de entender o que trava o desenvolvimento e a evolução do que está sendo abordado no tema e, posteriormente, sugira (de forma objetiva, concreta) uma solução para o problema que o próprio participante escolheu abordar. A redação do vestibular nada mais é do que a organização de pensamentos de um cidadão crítico que conhece a sociedade a sua volta.


O participante pode confiar na decisão da banca: seus textos serão avaliados de forma imparcial por pelo menos dois professores que, se divergirem mais de 100 pontos em conceito, oportunizarão que um terceiro corretor avalie para chegar a uma nota unindo as médias das notas mais próximas. Para zerar, o aluno precisa fugir do tema, fugir do gênero (dissertativo-argumentativo), desrespeitar o número de linhas (máximo 30, mínimo 7), ou ainda apresentar partes muito desconectadas do restante do texto (como letras de música sem relação com a temática, desenhos, rabiscos). Também é importante destacar que todos os trechos que apresentarem cópias de textos que aparecerem na prova (textos de apoio ou do caderno de questões) serão desconsiderados para contar o número total de linhas escritas pelo participante.


Vale a pena baixar a cartilha! Nela, nas páginas finais, há uma série de textos-exemplo com a temática do ano anterior e que obtiveram nota mil. É uma ótima forma de se guiar e de comparar a sua própria escrita com o que é mais adequado segundo a banca.

31 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo